“Criaram este buraco e não arrumaram”, afirma moradora do bairro Jardim Margarida

As eleições terminavam, e aquela sensação estranha de ter esquecido de realizar alguma tarefa me perseguia. Então, a lembrança de que uma moradora do Jardim Margarida – bairro além da escola Dr. João Gabriel Ribeiro, havia compartilhado, de forma privada, imagens de uma cratera de barro, água e asfalto em frente à casa que, segundo a moradora, pertence à mãe dela.

WhatsApp Image 2018-10-30 at 03.41.51

O jornalista Gabriel Fécchio conversa com Carmen Souza, no domingo, 28. Às 16:30, dirigia-se até o Jardim Margarida, rua Vitor Felice. Informa:

Encontrei Carmen, o marido, filho e a namorada do filho logo quando cheguei à entrada do bairro. Carmen explicou: “A Saerp decidiu mexer no encanamento há 3 meses, os funcionários fizeram o buraco e deixaram.”

WhatsApp Image 2018-10-30 at 03.41.49 (1)

Carmen descreve que, após a vinda da Saerp ao local, ela e os moradores das imediações reclamaram de terem ficado sem água por uns dois meses. 

O discurso de Carmen tenha sido de preocupação no momento. Reluta em dizer que já procurou autoridades – vereadores, prefeitura, Saerp, porém não obteve respostas e soluções. Pelo Facebook, enviou mensagens a Marcelo Primini, responsável pela empresa de água e esgoto, em 24 de setembro. O homem nunca visualizou o conteúdo. 

WhatsApp Image 2018-10-30 at 03.41.50

Ao finalizar o depoimento de Carmen, percebi outro morador que caminhava com um cão. Cumprimentei-o: – “Oi , também tem se aborrecido com o buraco?  O senhor retrucou: “Com todos eles. São muitos.” 

Além das escavações abandonadas pelo serviço público, o mato alto somado às sujeiras e restos de massa asfáltica. Mais acima pelo lado direito, entre as ruas José Fernando Lopes e Francisco Garcia, mais espaços abertos na linha de asfalto, e mais um que chama a atenção, ao mesmo tempo, chama atenção, com um cone dentro.  Apertei o interfone da residência de Dinorá – a mulher me atendeu educadamente. Apresentei-me como jornalista e a questionei: “Faz tempo que o buraco com o cone está ali?” 

WhatsApp Image 2018-10-30 at 03.41.53

O sim foi imediato seguido de “aproximadamente 4 meses. Nós daqui solicitamos à Prefeitura que resolvessem e eles não retornaram.”

A história esta aí, rio-pardense; Este é seu jornalista de sempre, Gabriel Fécchio!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s