Empresas rio-pardenses oferecem serviços pelos Whatsapp. Aplicativo tem sido usado para atendimento e comercialização eletrônica

Mensagens rápidas, conteúdo dinâmico e comunicação por voz e por vídeo facilitam na hora de se comunicar através de celulares – a menção é ao Whatsapp, a ferramenta online para transmissão de dados que, segundo o site Wikipédia, “é um aplicativo multiplataforma de mensagens instantâneas e chamadas de voz para smartphones.”

E o que isso tem a ver? Eu já conheço o Whatsapp. 

Os rio-pardenses que confirmem, pois as empresas de São José do Rio Pardo já aderiram a ferramenta como forma de atendimento e prestação de serviços locais.

A empresa Martins Features, de produções audiovisuais, filmes e propagandas, se utiliza de conteúdos online para alcançar seus clientes pelo Whatsapp. “O Whatsapp, atualmente, é a principal forma de comunicação online da maioria das pessoas, no trabalho isso não seria diferente.”, destaca Gabriel Martins, diretor da Martins Features.

Gabriel explica que a ferramenta oferece “uma grande praticidade para resolver os problemas cotidianos da Martins Features”, principalmente, se o cliente necessita de algo a mais ou deseja encontrar a organização para negócios. “Isso proporciona comodidade vantajosa ao cliente, que se sente mais seguro e amparado de informações sobre o projeto ou produto solicitado. Essa comunicação rápida é fundamental.”, descreve.

Em pesquisa realizada pela Imparciup, de 50 empresas – pequenas, médias e grandes – entrevistadas em São José do Rio Pardo, 30 usam o aplicativo para fazer ligações, atendimentos e comercialização e venda de produtos; 5 utilizam apenas para ligações; e o restante, 15, não aplicam para propagandas e apresentação da empresa. 

A especialista em Comunicação e Jornalismo, Giselle Torres Biaco, explica sobre a propagação do uso do Whatsapp na cidade e seu uso em empresas. Assistam o vídeo:

 

A jornalista, que recentemente fundou a Giselle Torres – Jornalismo e Marketing Digital, revela que a rede social para smarthpones é essencial para desenvolver o trabalho jornalístico e obter informações rápidas. “Eu uso como fonte de informações com os repórteres que prestam serviço para minha empresa. Os repórteres cobrem o fato e já me enviam informações e fotos. Mais ágil, baixo custo.”, afirma Giselle.

No quesito credibilidade, a jornalista explica que o Whatsapp tem um lado positivo e um lado negativo. “Como toda ferramenta disponibilizada por meio da internet, o whatsapp tem o lado positivo e, também, o negativo. O Positivo é relacionado a todas essas facilidades, agilidade e economia. E o negativo, porque facilita a propagação de boatos, de notícias mentirosas.”, declara.

O Whatsapp foi lançado em 2009 e já atende mais de 900 milhões de pessoas ao redor do mundo. É um aplicativo gratuito e pode ser obtido por download na PlayStore.

Gabriel Fécchio – Jornalista
MTB: 0085536/SP

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s