A bomba é: a gasolina caiu

A Petrobrás realizou novos reajustes. Como este relógio alterado após a meia-noite desse último sábado, o preço da gasolina nas refinarias – estas que transformam petróleo em mil utilidades – caiu em 3,9% e, novamente, subiu para 1,5%, uma expressiva mudança. Talvez, a maior mensagem para os consumidores: o bolso pode respirar!

Um passe pela cidade de São José, e a gasolina, em apenas um posto, estava pelo preço de R$ 3,89 por litro. Semana passada, este valor era de R$ 4,30. Lembre-se, o dono do estabelecimento acompanhou os noticiários. Então, hoje, economize 0,41 centavos e seja feliz. Contudo, é um valor perturbador, uma vez que países vizinhos cobram mais barato pela gasolina. Compre um chiclete com os quarenta centavos que sobraram – quero lhes informar que ele também deve ter originado nessas refinarias.

Os outros locais da cidade não tiveram essa oportunidade de visita e análise, se é isso que o leitor quer saber da minha pessoa. Segundo o site Correio Braziliense, seção de Economia, em Brasília, alguns postos de gasolina não repassavam o reajuste ao consumidor final, uma prática abusiva das empresas revendedoras, que se aproveitam da falta de informação dos clientes.

O pedido é de atenção: verifique os locais de venda do produto. Atualmente, a média de preços, até mesmo na região, como Mococa e São João, é de R$ 3,90 (informação retirado do site da ANP). Pague barato, pois a estatal brasileira decidiu interferir nos altos custos. Não permita cair no golpe, deixe que a gasolina caia.

Por: Gabriel Fécchio – Jornalista

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s